Skip navigation

Category Archives: viagens

cachoeira-do-alto

Hoje dirigi pela primeira vez na estrada. Fui de Cachoeira até Cruz das Almas e voltei. O trajeto de ída e volta foi de mais ou menos 60 km. Subir e descer uma serra e andar na BR-101 (“infinita highway”) debaixo de chuva forte me deu mais confiança pra dirigir. Felizmente, não tinha muitos caminhões na estrada, o que tornou a viagem mais tranquila…

Obs.1: Ainda não quero ter um carro. Gostaria de morar sempre perto do trabalho e usar bicicleta e transporte coletivo quando necessário.

Obs.2: A foto mostra a cidade de Cachoeira (parte superior), a ponte sobre o Rio Paraguaçu e um pedaço de São Félix (embaixo). Fiz a foto de uma outra vez em que subi a serra.

Me mudei de Aracaju no dia 5 de setembro. Foram 4 anos e 4 meses morando lá e uma fase muito importante pra mim…

O início foi meio conturbado, demorei pra me adaptar. No verão, eu reclamava da insolação extrema, no inverno, da chuva que não parava. O sotaque sergipano me irritava e as gírias eu não entendia. Porém, tudo valeu a pena… Quando passei a morar no Aeroporto, um bairro mais perto da praia, tranquilo, com muito verde e uma ótima varanda na casa, passei a gostar mais de Aracaju.

Acho que aproveitei bem tudo que a cidade tinha pra oferecer. Aprendi muito, vivi bastante, fiz muitos e grandes amigos e gostaria de voltar a morar lá…

Algumas fotos dos últimos dias em Aracaju:

amigos

algumas das pessoas que fizeram meus dias em Aracaju mais felizes

...

dragão ou moinho de vento?

dragão ou moinho de vento?

!

!

Este post eu já devia ter feito há muito tempo, mas foi mais um dos posts que ficaram perdidos na minha cabeça… Hoje, mechendo na minha pasta de fotos, achei essas da Foz do Rio São Francisco e resolvi publicar aqui.  Estas fotos foram da minha segunda visita à foz, em dezembro de 2007.

encontro do São Francisco com o mar

rio + atlântico

A primeira vez que eu fui até lá foi no final de 2006, aproveitei minha ída à Piaçabuçu, cidade alagoana mais próxima da foz do São Francisco. Lá em Piaçabuçu, vários barcos fazem o passeio até a foz, que fica há uns 15 km da cidade.

é so navegar...

é so navegar...

A foto acima é do povoado Saramen, em Brejo Grande/SE, daí saem os barcos sergipanos que vão até a foz. Próximo ao mar, o São Francisco se divide em vários canais e forma inúmeras ilhas.

pôr-do-sol

pôr-do-sol

Esse é o local onde os barcos ficam ancorados na foz… Fiz a foto do alto de uma duna: o sol tava se pondo de um lado e a lua cheia aparecendo no outro… no meio de tudo, a imensidão do rio e do mar. Eu acho que não conseguir fazer as fotos da lua porque as pilhas da câmera acabaram…

Na foto abaixo, está o antigo farol (canto superior-esquerdo), também chamado de Cabeço. Com a diminuição da vazão do rio, o mar avançou sobre o farol.

imenso mar

o mar é maior que tudo

Como Chegar:

A partir de Aracaju – Pegue um ônibus na rodoviária de Aracaju para Neópolis. Lá você atravessa o Rio São Francisco de balsa para a cidade de Penedo (Alagoas), uma cidade histórica com uma arquitetura muito bonita. Em Penedo, é só pegar uma van até Piaçabuçu. O gasto com transportes fica em torno de R$15. Se preferir, algumas empresas de turismo oferecem o pacote de viagem até a foz, que custa em média R$ 75.

A partir de Maceió – As agências de turismo de Maceió também oferecem o passeio ou você pode pegar uma van ou ônibus direto pra Piaçabuçu.

Fachadas coloridas no centro de Simão Dias

Essa semana fui até Simão Dias/SE trabalhar em mais uma oficina, dessa vez de rádio. Essa é a segunda oficina de rádio que eu participo, a primeira foi há umas semanas atrás em Itabaiana. Minha participação foi na parte mais técnica da oficina… Editei os conteúdos que os/as alunos/as produziram, expliquei o que é necessário pra colocar uma rádio no ar e dei uma oficina básica de edição de áudio com o Audacity.

Gostei bastante da turma que participou da oficina. Uma galera que conhece bem a realidade local e que tinha muito o que dizer e muita vontade de dizer!

Como grande parte da turma não possui computador em casa ou nunca teve um contato intenso com informática, percebi que a parte da oficina dedicada à edição não atraiu muito o interesse deles/as. Já em Itabaiana o interesse por edição foi grande… o pessoal fez muitas perguntas, o que fez a oficina avançar muito além das minhas expectativas.

Também gostei muito da cidade. Ela foi fundada em 1890 e no centro da cidade as casas ainda conservam a arquitetura antiga, o que torna essa parte da cidade muito bonita! Além disso, o inverno lá é bem parecido com o de Brumado: um friozinho agradável durante a noite e no início da manhã. Me senti em casa…

igreja matriz de Simão Dias

Como em toda cidade do interior, a igreja matriz…

gravando programa na oficina

Pra quem reclamava que não tinha foto minha no blog…

Estive na cidade de Canindé do São Francisco essa semana, trabalhando numa oficina de vídeo, e tive a oportunidade de visitar a hidroelétrica de Xingó e os cânions próximos ao rio São Francisco.

cânion xingó

Read More »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.